Ops, qual celular comprar? parte 2

A saga continua, mas fazer o que? é tanta opção. vamos lá?

**J 2-  memória de RAM 1gb, câmera traseira de 5 mp com abertura de f 2.2 e frontal de 2mp. Tela 4.7 polegadas com tecnologia super amoled, que como já falei deixa as cores mais vivas, e consome menos energia, só para ressaltar a tecnologia super amoled é exclusiva da samsung. Em outras marcas você encontra amoled, mas a samsung inovou e aprimorou  e apelidou de super amoled. Bateria de 2000 Mah e memoria de oito gb. E processador de quad core de 1.3 GHz, mais avançado que o j1.

**J2 2016-  Android 6.0.1 marshmallow, tela de 5 polegadas, densidade de pixels 294 ppi. a câmera traseira continua a mesma da versão anterior, mas a câmera frontal deu um show com 5mp. Bateria também sofreu modificação, deu um pulo a frente e passou a ser 2600Mah. Memória de 8gb., memoria RAM de 1,5gb.

J2 PRIME-  A tela sai uma super amoled e entra PLS TFT,  que possui uma tecnologia diferente. O restante é praticamente as mesmas coisa da versão anterior. O grande diferencial é a tv digital e aceita micro sd de até 256gb contra 128gb dos anteriores.

Bom, o post acaba por aqui, em breve terá a continuação.

Lembrando que o post é apenas um resumão das características mais procuradas pelos consumidores, tipo bateria, câmera, processador, memória…  caso queira ver algo mais aprofundado com dados técnicos, sugiro o site tudoceluar, maiscelular, e techmundo, que possuem uma ampla variedade de informação.

Até o próximo

 

 

Ops, qual celular comprar?

Quando pensamos em comprar um aparelho celular, surge muitas dúvidas não é mesmo?

Aí começa o trabalho de escolher marca, modelo, preço e claro as especificações de cada aparelho.

Neste post irei falar da linha j da samsung que é uma das mais compradas no Brasil.

Vamos entender o que fascina os brasileiros nesta linha.

A samsung é uma marca que já está no mercado ha muito tempo, desde o tempo das cucuias, fundada em 1 de março de 1938, e até hoje comanda a lista de marcas preferidas no ramo de tecnologia.

Eu particularmente  tenho uma quedinha pela samsung. Não foi sempre assim, quando tive meu primeiro celular, na época que nem Bluetooth existia, era um aparelho da Nokia, e surgiu um a paixão pela marca, na verdade não era só eu, a Nokia lacrou por muito tempo, rsrsrs,mas com os avanços tecnológicos a empresa se deixou a ficar para trás, o motivo eu não sei, acredito que por conta do sistema operacional dela, mas não sei  o real motivo  que levou a Nokia a ser deixada para trás, pelo menos da minha parte foi isso.

Quando a febre do Android estourou, acabei pegando um aparelho da Lg, o que me fez escolher foi a questão do sinal de telefonia, moro em uma cidade pequena de interior, e o sinal aqui ainda é 2G e a cobertura não é lá essas coisas, então quando eu ia até a alguns lugares a samsung me deixou na mão e a LG desempenhava um papel legal.

Depois acabei voltando para a samsung, a paixão começou ai.

Começaram a aparecer os uns Smartfones com designer lindos de morrer, e a qualidade também.

Agora chega de blá blá e vamos ao que interessa.

A linha j possui aparelhos para variados gostos, e preços, apesar que a diferença as vezes entre um e outro não seja muita.

( esta pagina possui informações sobre os celulares j1, j1 ace, e j1 2016, caso queira ver sobre o j2 é só clicar aqui)

**J1-    Hoje em dia ele está com um preço bem gatinho, porém tem uma tela de 4.3 polegadas, android 4.4. kitkat,  4 gb de memória, câmera traseira de 5mp e frontal de 2mp, para o preço está ótimo, para quem não exige muito de celular e quer um aparelho bacana ele supre as necessidades.

** J1 ace-  A diferença começa pela tela, o aparelho conta com a tecnologia super amoled,a a bateria que aumenta um pouquinho, enquanto o j1 tem 1.800 Mah ele conta com 1.900, a memoria ram cai de 768 mb para 512 mb. mas para alegrar os consumidores o preço cai também.

**J1 mini-  o nome justifica a tela que é um pouquinho menor que o j1 com 4 polegadas, porem por conta da tela ser menor a densidade de pixels acaba sendo maior, o que gera cores mais vivas na tela, as modificações da samsung foram a memoria que passou de quatro gb para oito, a câmera traseira continuou a mesma , enquanto na frontal a samsung pisou na bola  com apenas 0.3 mp. A bateria caiu um pouco também, mas é justificável por conta da tela ser menor também, sendo menor consome menos bateria e a autonomia acaba sendo quase a mesma coisa, e o android que passou a ser o 5.1.

**J1 2016-   Que variedade de j1 vocês também acham? a diferença desse é o tamanho da tela que agora passou a ser 4.5 polegadas, mas com uma tecnologia bem bacana a tela super amoled, a mesma do ace, que consome menos energia, tem uma densidade de pixel maior que as outras anteriores. a bateria ficou maior, e as câmeras continuam as mesmas do j1.

A saga j1 acaba por aqui, e como o post ficou maior do que eu queria, vai ter uma parte 2. com a sequencia de aparelhos, então, caso queira ler também é só clicar aqui.

 

Quase um romance. De Megan Maxwell

megannnn
Mas um livro de Megan que eu amei. vamos  resenhar?

Rebeca é advogada e mora sozinha, encontra um filhotinho de cachorro dentro de uma caixa de pizza leva para casa na intenção de não ficar com ele, até que no dia seguinte Ângela que é sua vizinha e amiga consegue convence-la de ficar com o cachorrinho, que na verdade é uma cachorrinha e recebe o nome característico de pizza.

Quatro anos depois, na época de natal, Rebeca sai para ir comprar presentes para a família, quando ela encontra uma jaqueta para seu irmão, um homem compra antes dela, e ela não satisfeita quis tentar convencer o homem de que a jaqueta não combinava com ele, mas não conseguiu convencer.

Ela torna a encontrar o mesmo homem na estação de trem quando vai encontrar seu irmão, ela está com pizza, e pizza acaba chamando a atenção de uma garotinha chamada Lorena, que coincidência ou não é filha do mesmo homem, eles acabam conversando, e depois desse dia se encontram várias vezes em outros lugares.

Rebeca descobre que ele é piloto da moto GP, e depois de alguns encontros começam a ter um romance que sofre tribulações e acabam se separando após Rebeca ser chantageada por esta investigando alguém muito perigoso.

Mas o amor sempre vence não é mesmo?

Emfim, amei o livro e indico. Notei uma paixão por  motos por parte da autora, já é o segundo livro que leio que tem algo relacionado ao transporte. Mas tenho uma vaga lembrança que na vida dela tem um piloto, li em algum livro dela. Mas a memoria me falha agora.

Então queridos leitores leiam este delicioso quase um romance.

Um bjo

Destinado, volume 3 da série perdida de Carina Rissi

Destinado – As memórias secretas do sr. Clarke
Não tenho ideia de quantos pulos de alegria dei,quando finalmente encontrei esse livro disponível. Uma alegria que só quem já leu o livro ‘’perdida’’ e o livro ‘’encontrada’’ pode imaginar.
O livro é extremamente maravilhoso, achei melhor que o vol 2 da série, um romance lindo misturado com aventura, dar para imaginar? Não! De fato não dar.
O vol 3 não era nada que eu esperava nem imaginava, era sim uma vontade que me ocorreu quando li o vol 1, o livro perdida. Sempre tive vontade de Ian Clarke conhecer o tempo de Sophia, o futuro !
E foi exatamente o que aconteceu, Ian acaba conhecendo o futuro, os carros, o microondas, o chuveiro elétrico, a torneira, e a privada também. Rsrsrsr.
Ele estranha quase tudo, uma delas são as pessoas falando ao celular, que para ele falavam sozinhas com a mão na orelha, conhece a Nina e o Rafael, o apartamento de Sophia, a foto dos pais de Sophia, e entende porque Sophia chegou com aquelas roupas tão curtas quando ele a encontrou pela primeira vez.
E uma informação importante, Elisa está perdida na cidade de Sophia, e foi por isso que Sophia e Ian vieram para o futuro. E dessa forma começa uma aventura fascinante, encontrar Elisa em uma cidade grande. E toda vez que eles chegam perto voltam para estaca zero.
Ian acaba perdendo a memória a cada dia que passa, ele vai voltando ao tempo, cada noite que ele passa no futuro sua memória tipo que reinicia, ele volta ao tempo, até que chega o momento que apaga até o dia que ele encontra Sophia em seu tempo. Sophia tem que lhe explicar todos os dias o que aconteceu depois do dia que a sua memória se apaga. Até que ele se esquece do dia que conheceu Sophia, e ela passa a ser uma desconhecida. Mas o amor resiste a tudo não é mesmo? Pelo menos nos livros é, e tem que ser assim, ele acaba se apaixonando por Sophia novamente.
Bom, não posso contar mais nada, acabaria com a graça, só dou a dica, leiam e se apaixonem mais ainda com esse romance mais que especial, que conquista meu coração a cada livro que leio.
O que digo para finalizar é que venha mais livros como esse!
Um bjo!
E boa leitura!!

Peça-me o que quiser. De Megan Maxwell

Olá meus leitores amados, venho empolgadíssima resenhar sobre um série que li recentemente,Peça-me o que quiser de Megan Maxwell.
Bem, não sei de fato como começar a resenha, mas vamos lá, se começa do começo.
Muitas pessoas com certeza já ouviu falar deste livro, melhor dizendo desta trilogia quentíssima e cheia de erotismo.
Já li resenhas sobre ele com muitas críticas, mas de todas as críticas eu discordei, tenho as minhas críticas, que são diferentes de algumas que li.
Vamos a um resuminho básico da história. Judithi Flores é secretária na empresa Muller, e acaba tendo um caso com o dono da empresa, no inicio é apenas sexo, mas acabam se apaixonando perdidamente, mas não vá pensando que esse é um romance meloso, nada disso, eles brigam milhares de vezes na história, e são dois cabeças duras que chega dar até raiva.
Mas acredito que o assunto principal não seja esse, O empresário Eric zimerman tem um gosto e uma percepção diferente da de judithi , Eric trata de sexo sem o minimo tabu, participa de orgias, casas de swing, e ménage. Ele acaba mostrando esse mundo a judithi e ela acaba gostando, desde então o livro conta inúmeras vezes cenas de sexo entre o casal e amigos, e o casal e desconhecidos.
Morri de paixão pela história em si, o romantismo e o erotismo juntos sem ser apenas uma história vulgar. Eric guarda muitos segredos e muda de humor repentinamente, com o tempo judithi descobre que ele tem uma doença, mas não vou contar qual é,Porque acaba a graça, mas eles sofrem muito por causa disso, e ele para muitas vezes no hospital, numa sala de cirurgia por conta da doença. Eric tem um sobrinho problemático o qual ele é responsável e judithi a principio tem muitos problemas com o garoto. Eles se amam profundamente e judithi acaba mudando muita coisa em Eric, e isso deixa a relação dele com a família melhor.
Acho muito linda a parte em que param o carro no meio da rua e aumentam o som do carro e dançam como se não tivesse ninguém, acho romântico de mais.
Indico este livro sim, achei uma ótima história de amor, de suspirar digamos assim.
Agora vamos as críticas, não podia faltar né? Primeiro de tudo e a que mais eu odeio em todos os livros que leio, o fato do primeiro livro terminar com o casal separado, neste caso o primeiro e o segundo, sinceramente li o terceiro com um aperto no peito, esperando que o terceiro também fosse assim. Acho fraco da parte dos autores, eu sei é uma trilogia e tal, mas custa terminar o livro bem? Acho uma chantagem baratíssima essa forma de acabar um livro, tentando de forma baixa prender o autor, porque se for um bom livro, uma boa história, mesmo o livro terminando bem, o leitor lerá o próximo, porque se o autor consegue cativar o leito ele lerá dez livros que fosse. Então essa é uma das coisas que não gostei neste livro, e principalmente porque os dois livros terminam com eles separados, achei ‘’ igual’’ de mais.
Segunda. Como na maioria dos livros, a mesma história da secretária bonita e gostosa que tem um caso com o chefe, começa com apenas sexo, e depois termina em casamento, também achei isso muito ‘’igual’’, pois já li muitos livros desse mesmo modo. Certo que é sensual e seja fantasia de muitos , o fato de ter uma secretária bonita, um chefe gostosão e os dois ficarem juntos, mas, mas, e mas de novo, chega a virar monotonia.
Terceira. Acho que as brigas que o casal tem ao longo da história são dramáticas de mais, brigam de mais, mas neste ponto não vou criticar, pois tem muitos casais que na vida real brigam assim, por nada e por tudo, exatamente como o casal protagonista. Mas as brigas dele são fora do comum, não por brigarem de mais, mas depois da briga, passam um bom tempo brigados, ela some, vai pra casa do pai, volta ao seu país, emfim cada briga ela vai pra um canto, se for ela que magoou ele, tenta falar com ele, manda e-mails e ele não responde, depois se cansa e agora é ele que vem atrás, se humilha e tenta de várias formas se acertar, mas agora ela faz joguinho, ela é quem se chateia com ele, e o ignora infantilmente, e isso se repete em quase todas as brigas, exceto na última e enorme briga do livro.
Quarta. Quando se separam que ela está em seu país, Espanha, e ele na Alemanha , ele sabe de todos os passos que ela dá na Espanha, com quem foi, a que horas voltou… Mas acaba a trilogia e não desvendam como ele descobria, se ele colocava um detetive particular para seguir-la ou coisa parecida.
Uma das críticas que li sobre este livro, é que judithi não tinha amor próprio e que Eric a fazia de objeto sexual, discordo e muito com isso, ele sempre deixou claro que só faria alguma coisa com o consentimento dela, e sempre perguntava se estava tudo bem, mas ela ao contrário fazia de tudo para irrita-lo, fazendo coisas que ele odiava, praticava motocross, e mesmo sabendo que Eric tinha traumas com esportes radicais, ela ainda assim fazia, e algumas vezes fez escondido, ocasionando uma briga e tanto, já que o lema do casal era a verdade em primeiro lugar, e ela mesmo era quem sempre propunha isso.
Bom acabo por aqui, apesar das criticas indico este livro, muito muito mesmo.
Um beijo e até.

Batom ultramatte orquidea da avon

Já resenhei sobre o cereja ultramatte e sobre o vermelho ultramatte, caso queira ver o post

clique aqui para ver vermelho ultramatte

clique aqui para ver cereja ultramatte

A cor orquídea é minha cor preferida da coleção, está em alta batons dessa cor, e matte ainda, eu me sinto toda toda,hehehe. Brincadeiras a parte, o batom é lindo de mais, é realmente matte e é bem fácil de aplicar, pois tem um toque aveludado que desliza nos lábios.

2016-06-08-12-10-01-717

20160608_10343220160608_103442

Ele é o que está no meio, as outras cores são o vermelho e o cereja.

Um beijo e até!

Batom ultramatte cereja da avon

Já resenhei sobre o vermelho ultramatte, agora  vim resenhar sobre o cereja, que é um tom bem parecido com o vermelho, só que é mais escuro, eu diria que um vinho escuro, é o tom dele.

Já comentei que  eles são de fato matte, caso você não tenha visto o outro post, eles são sim matte, e com aspecto macio para passar nos lábios, uma delicia de batom.

Essa cor cereja eu amei, achei ele sex e sedutor , um arraso!

IMG_20160607_202902

Como na foto que tirei com o vermelho, esta também ficou com um pouco de brilho, mas asseguro que é por conta do flash, ele é bem fosco.

20160608_103442

A cor cereja é a que está em cima, a do meio falarei no próximo post , a que está em baixo é o vermelho.

Cada um mais lindo que o outro.

Bom, é só isso, fica a dica, são maravilhoso, são um sucesso de vendas esses batons, quem compra um sempre compra mais outra cor, são de fato muito bons.

Um bjo e até!