Aedes aegypti: seus riscos e doenças. parte 1

Hoje eu vim falar sobre um assunto polêmico aqui na Bahia, o mosquito Aedes aegypti, dengue zika, e chikungunya.

Essas doenças estão cada vez mais frequentes no estado da Bahia, e por isso vou começar a postar uma série de tópicos sobre elas. Só para ter uma ideia da calamidade, foram registrados 94.723 casos só neste ano. O numero é assustador.

A primeira vez que esse tal mosquito apareceu aqui no Brasil foi a muito tempo atrás em 1908, todos nós já ouvimos falar da época da febre amarela aqui no Brasil, pois é, ele vem desde essa época, segundo as pesquisas foi trazido para o Brasil através dos navios negreiros. Navios que traziam escravos da África.

Além da febre amarela, o mosquito transmite a dengue e é sobre ela que vou falar. primeiro vou dar uma introdução ao assunto.

A causa da dengue todos já sabem, como evitar a proliferação do mosquito já virou história de escolinha pois até as crianças já sabem, mas o porque disso então? Na minha opinião acho que as pessoas não deveriam apenas se conscientizar mas sentir medo, o que estão precisando é de medo, e humanismo também, porque se o dono de um imóvel não mora nele não significa que ele tem que abandonar,pois com as chuvas pode juntar água e criar abrigo para o mosquito, ele tem que lembrar que existem vizinhos, e que esses vizinhos podem adoecer e até morrer por isso.

Eu sempre estou revoltada com o governo, afinal QUEM NUNCA?  ora por situações precárias em hospitais,ora por descaso de ruas, mensalão… e outros milhares de assuntos que revoltam todos os brasileiros, mas neste ponto, ao menos aqui na minha cidade estão tentando minimizar a situação, agora mesmo está passando no meu bairro uma equipe com estratégia de combate ao mosquito, estão pulverizando com um tipo de inseticida, não pude tirar fotos, pois eles estão trabalhando e eu não poderia publicar uma foto sem a autorização deles.

Mas não depende só do governo, depende principalmente de nós mesmo, o simples fato de não deixar água parada vai evitar que você fique. O tempo que você dedica para olhar o seu quintal é o tempo que você vai passar em uma fila de hospital sentindo dores.

Pense bem, vale a pena se arriscar tanto? vale a pena correr o risco de morrer só por não ter o mínimo de cuidado? e a sua vizinhança merece correr riscos por irresponsabilidade sua? e a sua consciência como fica?

Bom a finalidade desse post é chamar a atenção das pessoas, porque muitas acham que não pode vir a acontecer com elas, mas, sinto lhes informar PODE SIM, a menos que você evite.

E para finalizar, termino com a frase mas conhecida ultimamente DENGUE MATA.

No próximo post venho falar dos sintomas da dengue, e segue uma seção de posts com as outras doenças originárias no mesmo mosquito.